Leif Ove Andsnes

A maioria dos pianistas têm um compositor cuja obra evitam. Para Leif Ove Andsnes este compositor era, até recentemente, Beethoven. O norueguês fez seu nome como um mozarteano, e gravou Schubert extensivamente.

Agora, em uma jornada pessoal pelo trabalho de Beethoven, vem cumprindo as mais altas expectativas, elevando qualidades do compositor em detalhes de suas composições que, até então, eram apenas insinuados.

Parte da Série O Globo/Dell’Arte Concertos Internacionais

Beethoven, Sonata para piano Nº 18 in Mi bemol maior, op. 31 nº 3 – “A Caçada”
Sibelius, Obras selecionadas para piano solo
Debussy, Estampes
Chopin, Balada Nº 2 in Fá maior, op. 38
Chopin, Noturno em Fá maior, op. 15, nº 1
Chopin, Balada Nº 4 em Fá menor, op. 52

SERVIÇO

Local: Theatro Municipal / Rio de Janeiro

Dia: 22 Agosto, Segunda – 20:00h

Ingressos: R$420 / 200 / 110 / 50

(Saiba mais…)